• Subiter

As Eras da Qualidade

Eu aposto que você não sabia que desde o surgimento da indústria, a qualidade vem se adequando e evoluindo para melhoria dos processos produtivos?


Essa evolução é classificada em eras, mas fique tranquilo que vamos resumir pra vocês!


A primeira, foi a Era da Inspeção (1900):

Tinha como foco identificar defeitos nos produtos, que eram conferidos de forma superficial um a um no final da produção, e então corrigidos ou descartados. É considerada uma metodologia ineficiente. Geralmente os custos de correção tendem a ser mais elevados do que os cultos de prevenção de problemas.


A segunda, foi a Era do Controle Estatístico (1930):

Por motivos econômicos, técnicos e quantitativos, realizar a inspeção em todos os produtos fabricados é inviável. Sendo assim, foi necessário utilizar o sistema de inspeção por amostragem. Etapas intermediárias de avaliação foram criadas com foco em antecipar a detecção de problemas antes do fim da produção, com ênfase onde já seria “comum” encontrar erros. A inclusão das técnicas de amostragem gerou um grande avanço nos processos de qualidade.


A terceira, foi a Era da Garantia de Qualidade (1950):

No contexto do final da Segunda Guerra Mundial, o controle da qualidade passou a ser necessário no ambiente organizacional. Foram criadas normas como: abordar a qualidade desde a fase de desenvolvimento do projeto, envolver todos os funcionários e os clientes nos processos de melhoria de qualidade e manter e aperfeiçoar as técnicas clássicas da qualidade existente. A partir dessa era, os problemas de qualidade eram encarados como um problema da empresa como um todo e não apenas responsabilidade da produção ou da manutenção. As empresas começaram a dar mais ênfase à prevenção, não só a correção dos defeitos em si.


Por fim, a quarta, conhecida como Era da Qualidade Total (1970):

A qualidade passou a ser vista como um cunho estratégico. Havia uma responsabilidade global, com foco na experiência do cliente - órgãos de defesa do consumidor e na garantia. Ou seja, o foco da qualidade não era apenas no produto final, mas em todo processo de produção. A partir dessa era a qualidade passa a ser vista de forma sistêmica, sendo integrada às ações das pessoas, máquinas, informações e todos os outros recursos envolvidos na administração da qualidade.



Agora já dá pra entender melhor sobre qualidade e como ela evoluiu ao longo do tempo de acordo com as necessidades das empresas e clientes, né?



 

Se tiver mais interesse em saber sobre como a busca pela qualidade interfere nos processos da sua empresa, fique à vontade para entrar em contato com o nosso time.





25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
410270-PD3FP0-591.png